ETAPAS DA REFORMA

Os três métodos: Recapagem, recauchutagem e remoldagem basicamente seguem o mesmo procedimento, conforme segue:

Limpeza

Poeira, terra e outros agentes que possam ocasionar contaminação nas etapas seguintes são removidos por meio de escovas especiais.
slide1

Secagem

Em estufas, elimina-se a umidade nas partes interna e externa, evitando a formação de bolhas durante a vulcanização.
slide2

Inspeção

Avaliação dos danos, deformações, cortes ou furos e zonas de separação interna, identificando as áreas que exigem reparos. Dependendo da extensão das avarias, o pneu pode ser recusado para reforma nessa etapa.
slide3

Raspagem

Remoção da borracha remanescente, estabelecendo uma textura para ancoragem/fixação de cola e produtos que vão compor a nova banda de rodagem. A maneira da raspagem dependerá do processo a ser escolhido (recapagem, recauchutagem ou remoldagem). Para a recapagem, somente a banda de rodagem deve ser raspada. Para a recauchutagem, a banda e ombros precisam ser raspados. Na remoldagem, é preciso raspar as paredes, ombros e banda de rodagem.
slide4

Escareação

Limpeza e descontaminação das áreas danificadas, com cortes ou furos .
slide5

Conserto

Essa etapa envolve a realização dos reparos necessários ou não, na banda de rodagem ou nas laterais.
slide6

Colagem

Aplicação de cola em camada suficiente para promover a ancoragem dos produtos que vão compro a nova banda de rodagem.
slide6

Nivelamento

Por meio de perfis adequados realiza-se o preenchimento das escareações ou avarias consertadas, nivelando toda a superfície da carcaça.
slide6

Cobertura

Compostos de borracha do tipo camelback (para o processo a quente) ou pré-moldado (para o processo a frio), são aplicados sobre a superfície da carcaça para se obter uma nova banda de rodagem. Com a banda pré-moldada, ele será colocado numa autoclave que combinará pressão e aquecimento a uma temperatura de 100°C até que a cola na banda tenha uma boa adesão na carcaça. Se o pneu utilizar o camelback ele deve ser colocado num molde que contenha um desenho para a nova banda e aquecido a uma temperatura de 150°C, até que a borracha do camelback vulcanize e complete a aderência à carcaça. Na confecção do pneu novo utiliza-se esse processo igual ao camelback
slide6

Desenho

Uma escultura com sulcos estampada na banda pré-curada vulcanizada(sistema a frio) e estampada na rodagem do pneu em moldes (sistema a quente ) para nova rodagem do pneu.
slide6

Vulcanização

Sob condições de temperatura e pressão os produtos aplicados sobre a carcaça se fundem num corpo único e formam a nova banda de rodagem. O processo pode realizar-se em prensa (a quente), que molda o desenho dos sulcos ou autoclave (a frio).
slide6

Inspeção final

O pneus é inspecionado para assegurar de que a borracha nova teve sucesso em aderir a carcaça. No pneu que passa pela ultima inspeção é removido algum excesso de borracha. O pneu está pronto para ser usado. Este processo é o mesmo utilizado nos EUA e países da Europa.
slide6